Badesc oferta mais de R$ 267 milhões na economia catarinense em 2020

Um dos focos para este ano será o atendimento de municípios catarinenses

A carteira de crédito do Badesc, que em janeiro de 2020 representava R$ 726 milhões, passou de R$ 815 milhões ao fim de novembro – um crescimento de 12,2% ao longo do ano

A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) garantiu a injeção de R$ 267,8 milhões na economia catarinense, tanto para o setor público quanto para o privado, no ano passado. O número representa um aumento de mais de 183% no volume das operações, em comparação com 2019. Para este ano, o Badesc trabalha na alteração do Programa Badesc Cidades, voltado ao atendimento de municípios catarinenses e incremento do atendimento a micro e pequenas empresas por meio da tecnologia, que permitirá agilidade no processo de crédito.

Quando iniciou a pandemia em março, a agência de fomento disponibilizou R$ 53,9 milhões, com juros subsidiados pelo governo estadual, para capital de giro a micro e pequenos empreendedores. Para a Linha Badesc Emergencial, foram recebidas mais de 3,6 mil solicitações. A carteira de crédito do Badesc, que em janeiro de 2020 representava R$ 726 milhões, passou de R$ 815 milhões ao fim de novembro – um crescimento de 12,2% ao longo do ano. A fatia de contratos direcionados às micro e pequenas empresas passou de 50% para 60%.

Fundo de Aval de SC
O Fundo de Aval do Estado de SC (FAE/SC) tem o objetivo de prover garantia para financiamento de projetos de fomento a empresas que não possuem garantia real comprovada. O Badesc é o responsável por operar o Fundo e realizar as operações com esta modalidade de garantia.

O governo estadual fará aporte de R$ 164 milhões no capital social do Badesc, valor dividido em 24 parcelas mensais, com pagamento iniciado em outubro de 2020 e encerrando em setembro de 2022. Serão aplicadas taxas competitivas, prazos de carência de mínimo 12 meses até 24 meses, amortização até 96 meses.