O Dr. Marco Antonio Fortes explica os benefícios da cirurgia robótica

Com o advento da tecnologia, inúmeras áreas se beneficiam deste avanço, uma delas é no campo medicinal, assim relata o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes. A Nefrectomia laparoscópica assistida por robótica, ou simplesmente nefrectomia robótica, é uma cirurgia comandada por um médico cirurgião que conta com o auxílio de um software moderno para a realização do procedimento.

Basicamente, por meio de uma tela, o médico comanda o robô que realiza movimentos suaves e precisos no paciente, fazendo com que, assim, não haja tremores, algo totalmente compreensível quando se trata de mãos humanas, dessa forma, movimentos precisos e altamente calculados são realizados trazendo mais facilidade na instrumentalização  e realização da cirurgia.

Esse sistema robótico oferece inúmeros benefícios ao paciente e ao médico; no campo medicinal, além de fornecer movimentos precisos e facilidade na hora da execução da cirurgia, fornece uma visão ampliada em relação ao campo cirúrgico. A nefrectomia robótica conta com imagens tridimensionais que dão ao cirurgião dados que se tornam cruciais na mesa cirúrgica, salienta o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes.

Para o paciente, tendo em vista todas as vantagens que a nefrectomia robótica dispõe, proporciona uma melhora rápida no paciente, pois é um dos tratamentos menos invasivos comparado a outros procedimentos cirúrgicos, no que diz respeito ao ótimo resultado de sutura e precisão nos movimentos acerca do tecido do operado, dessa forma, há uma recuperação rápida e menos dolorosa ao paciente.

Além da precisão de movimentos, recuperação precoce do paciente e visão ampliada, outra vantagem que a cirurgia robótica oferece é um sistema de segurança admirável. Se porventura o médico cirurgião retira o rosto ou realiza algum movimento imprevisível, a máquina trava no mesmo momento, a fim de que não haja nenhum erro ou complicação na cirurgia. Sendo assim, trata- se de um sistema moderno e seguro para executar uma cirurgia de alta performance, põe em evidência o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, mestre e doutor em urologia pela Universidade de São Paulo.

Com a cirurgia robótica é possível retirar o câncer de rim de forma menos invasiva possível, vale ressaltar que, dessa forma, é mais fácil retirar parcialmente o rim (nefrectomia  parcial- remoção parcial do rim), não sendo necessário a retirada completa do órgão (nefrectomia  radical – remoção completa do rim), para oferecer, assim, uma vida confortável ao paciente, pois, retirar totalmente o órgão pode trazer complicações futuras ao paciente como insuficiência renal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui