Rotina de cuidados para pele com dermatite

Deise Zuqui é uma grande especialista em cuidados com a pele. Ela diz que conviver com dermatite não é fácil e que as pessoas diagnosticadas com esse problema de pele ficam com placas vermelhas, ásperas e reativas no rosto ou no couro cabeludo. Por isso, a rotina de skincare precisa ser adaptada, ou seja, devem evitar rapidamente cremes e hidratantes com altas concentrações químicas, com cheiro e corantes. Além disso, é preciso abrir mão de tomar banhos quentes.

A dermatite é uma doença autoimune onde a pele não consegue manter a hidratação, impedindo, consequentemente, de fazer uma barreira cutânea íntegra contra bactérias. Isso faz com que haja uma deficiência protetiva que resulta numa pele constantemente inflamada.  Por isso que quem tem essa condição costuma apresentar sensibilidade a perfumes, poeira e a certos tecidos. 

Com o clima quente indo embora, Deise Zuqui diz que as pessoas com dermatite tem o quadro agrado devido a desidratação, que deixa a pele mais ressecada e as lesões mais avermelhadas. Então, é preciso manter a pele saudável, hidratando diariamente e com uma alimentação balanceada, regada a frutas, legumes e verduras, além de beber a quantidade adequada de água. O principal segredo para manter a patologia estável é evitar o ressecamento e, por consequência, manter a hidratação em dia. 

Para tratar da dermatite é importante um maior comprometimento com a rotina de cuidados com a pele. Se quer evitar coceiras e inflamações, preze por escolher produtos com a composição mais natural e que vão agredir menos a pele. No banho, faça uso de sabonetes que ajudem a manter o microbioma em dia, como aqueles mais suaves ou de bebês. Também é fundamental usar emolientes quando estiver com a pele muito seca e produtos específicos para o seu tipo de rosto.  

Deise Zuqui ressalta que a consulta com um profissional dermatologista é imprescindível a vista que qualquer um desses sintomas:

  • Alto ressecamento da pele;
  • Erupções e crostas que coçam;
  • Manchas que ocupam boa parte do corpo;
  • Níveis de estresse e insônia desencadeados. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui