Rio Grande do Sul permanece com 20 regiões em vermelho

Apenas Guaíba apresenta risco médio no mapa definitivo

A média móvel de óbitos por data de inclusão acumula aumento de 23% em relação à semana passada, chegando ao patamar de 71,1 óbitos por dia, o maior desde o início da pandemia

Devido aos altos índices de contágio e internações por Covid-19 no Estado, o Gabinete de Crise indeferiu, nesta segunda-feira (21), os dois pedidos de reconsideração enviados pelas regiões de Cachoeira do Sul e Passo Fundo à classificação preliminar da 33ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. Assim, o mapa definitivo permanece com 20 das 21 regiões em bandeira vermelha. Nesta rodada, a única região Covid classificada em bandeira laranja (risco médio) foi Guaíba. O recurso requisitado pelo município de Cachoeirinha para regredir da bandeira vermelha também foi negado.

Na decisão, baseada nos indicadores do Distanciamento Controlado, ficou evidenciado que o Estado apresenta um aumento de pacientes internados em UTI por Covid-19 e de óbitos por Covid-19. Passo Fundo, por exemplo, tem uma taxa de ocupação de leitos de UTI acima de 80%. O cenário atual do Rio Grande do Sul é preocupante, pois apresenta a quarta maior taxa semanal de óbitos do país. A média móvel de óbitos por data de inclusão acumula aumento de 23% em relação à semana passada, chegando ao patamar de 71,1 óbitos por dia, o maior desde o início da pandemia, e superando o total de 8 mil óbitos. Com essa elevação, o Rio Grande do Sul está próximo de passar a taxa de mortalidade do Estado de Alagoas. Já nos leitos de UTI, houve elevação significativa no número de confirmados, passando de 928 para 966, entre os dias 19 e 20 de dezembro.

O sistema de cogestão regional, suspenso na primeira quinzena de dezembro, voltou a valer na terça-feira (15). Desde sábado, o Estado passou a ter 19 das 21 regiões Covid em cogestão, com a adesão de Bagé, que podem adotar protocolos próprios, elaborados pelas respectivas associações regionais. Apenas as regiões de Guaíba e Uruguaiana não aderiram à gestão compartilhada. Excepcionalmente nas próximas duas semanas, o mapa preliminar do Distanciamento Controlado será divulgado no site do governo às 19h, nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Regra 0-0
Nesta 33ª rodada, 478 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 10,9 milhões de habitantes, o que corresponde a 96,4% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes). Desses, 167 municípios (733,8 mil habitantes, 6,5% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.